Suburgatory - 2.02: The Witch of East Chatswin


"Let's do this, bitches."


Halloween, Barbie e Ken e a bruxa de Chatswin. Sim, estou falando do episódio especial de Halloween de Suburgatory .

O que me faz gostar de Suburgatory é a constante crítica (de uma perspectiva mais adolescente) das coisas que acontecem ao nosso redor. Quando se trata de Halloween, o assunto fantasias "slutizadas" (criando o termo, é claro) não pode faltar. Essa crítica por Tessa sobre esse assunto faz com que eu me simpatize mais com o show e, sem dúvidas, fez com que esse episódio fosse sensacional.

Além de é claro, o nosso casal Mulder e Scully do subúrbio terem finalmente uma chance. Será que Dallas terá seu Ken? Que todas as minhas forças estejam no possível e bem provável sim. Depois do divórcio de Dallas e da confissão de ambas as partes, o romance deve decolar.

E sobre a bruxa de Chatswin... Bem, aí é outra história. Não há como jogar uma "bomba" dessas no episódio sem envolver uma das histórias épicas de Sheila. Dessa vez é sobre aquela que o nome não deve ser dito... Mais conhecida como Paula. Acaba que até Tessa (que havia optado por não acreditar em tal mito) ficou um tanto assustada. No final, acaba sendo tudo sobre feministas, livros e sopa de abóbora.

Não devemos passar essa review sem comentar a maluquice que foi o George sendo o Noah e vice-versa. Convenhamos, doeu ver aquela barba sendo raspada. Eu até fiquei assustada com a aparência "Noahizada" de George. Mas o engraçado mesmo é a crítica (isso mesmo, mais uma!) das pessoas serem julgadas pela aparência. O Noah admitindo que sim, as pessoas estavam o tratam diferente pela forma de que estava vestido foi o auge. Mas é claro que aqui não é nenhum lugar para se falar ou para debater o assunto, então vamos seguir.

O Ryan fez uma pequena aparição e foi tão triste. Eu realmente achei que esse episódio podia ter explorado toda a comicidade da personagem, mas ficou naquela comicidade superficial do mal entendido das fantasias. Imagina as coisas que ele podia ter feito!

E o que foram todas aquelas referências ao Chris Brown? Foi épico!

Não tenho nenhuma reclamação. Sem dúvidas, eu achei que foi bem melhor do que o episódio da premiere. Apesar da menção da mãe de Tessa, dessa vez ela não está se esforçando tanto pra ser algo que ela não é e sim voltando a ser a personagem com quem estávamos familiarizados.

No Response to "Suburgatory - 2.02: The Witch of East Chatswin"

Postar um comentário

 

Copyright © 2009 Why Watch? All rights reserved.
Converted To Blogger Template by Blogspot Templates Theme By- WooThemes