The Walking Dead - 3.02: Sick


Rick Grimes: júri, juiz e executor.

É hoje que jiripoca vai piar. Apesar de um pouco mais boring do que a season premiere que foi sensacional, "The Walking Dead" manteve o nível. Continua a saga de Rick e seu grupo na prisão, logo depois que Hershel foi atacado por um dos errantes e eles descobriram que há mais pessoas na prisão do que eles imaginavam. Findaram fazendo um acordo com os antigos prisioneiros do lugar para que o grupo de Rick ficasse em um bloco e eles em outro, além de repartir todo o estoque de comida meio a meio. Rick e um dos prisioneiros já se estranham desde o começo, dando aqueles olhares with lasers de ódio.

Até aí tudo bem. Enquanto isso, Carol, Lori e o resto do grupo tenta salvar Hershel controlando o sangramento de sua perna. Maggie parecia ter certeza que o pai ia vestir o paletó de madeira e fazer uma viagem só de ida às terras do além, pois umas das cenas mais emocionantes do episódio é na qual ela se despede do pai e diz que está tudo bem parar de lutar e se entregar a morte. A relação dela com Glen também supera mais esse obstáculo, já que Rick dá a ele a missão de matar o sogro se ele morrer e voltar como zumbi. Cara, não é pra qualquer um. Sempre adorei Glen por ele ter sido uma das pessoas que menos mudaram mesmo depois de tudo o que aconteceu com ele e com o mundo; por mesmo assim ele ter se mantido aquele cara legal e prestativo que sempre foi desde a HQ. 

Outros personagens também vêm se sobressaindo e evoluindo. Carol, que eu achei um pé no saco a segunda temporada inteira — Vocês e Sophia que me perdoem, mas i don't even sorry — tomou o lugar de Hershel como "médica" do grupo e fez um curativo de verdade quando Carl foi até a enfermaria sozinho — sério, ninguém olha essa criança nesse seriado NÃO É POSSÍVEL — e conseguiu pegar gazes e outros aparatos médicos. Carol e Glen saem à procura de cadáveres para que ela possa treinar um parto cesariano que provavelmente terá que fazer em Lori, para não matar nem mãe nem filho (embora que a mãe já podia ter partido há muito tempo e não foi por falta de adeus). O ex-fazendeiro quase empacota de vez e então Lori faz respiração boca a boca e massagem cardíaca nele.

Rick, T-Dog — Tendo umas falas, quem diria? Falou mais nesse episódio que na segunda temporada inteira — e Daryl — sempre um lindo — começaram em ajudar os prisioneiros a limpar o bloco deles dos zumbis, como parte do acordo que fizeram. Um dos presidiários acaba sendo mordido por um zumbi e então o aparentemente líder deles o mata a sangue frio, sem remorso algum. Daryl e Rick notam isso e ficam alarmados, com razão. Pouco depois, após ter jogado um zumbi em cima de Rick, o cara acaba com um facão na cabeça pois Rick não tá pra conversa fiada nessa altura do campeonato. Tá achando que isso aqui é um cabaré, meu amigo? That's how Rick roll. A atuação do Andrew Linconl na hora do "Shit happens" foi excelente, finalmente ele de verdade começa a ser afetado pela realidade do mundo em que vive, banalizando para ele a questão da vida humana e da manutenção da sua própria humanidade. 

Só dois dos prisioneiros sobrevivem, e eles os deixam no seu bloco sozinhos. Voltando para seu bloco, Rick e os outros descobrem que Hershel acordou e sobreviveu. Acho sinceramente que essa série deveria mudar de nome para "Todo Mundo Odeia a Lori", porque é cada patada que essa mulher tá levando que eu fico o tempo todo adorando. Principalmente as vindas do marido dela, pois até que enfim esse homem resolveu tratá-la como ela merece. O próximo episódio de "The Walking Dead" promete trazer de volta o Governador, Michonne (♥) e Andrea, além de finalmente introduzir Woodbury na história. Aguardemos pelas próximas emoções. 

No Response to "The Walking Dead - 3.02: Sick"

Postar um comentário

 

Copyright © 2009 Why Watch? All rights reserved.
Converted To Blogger Template by Blogspot Templates Theme By- WooThemes