Revenge - 2.05: Forgiveness



Ninguém dá uma dentro nesse seriado.

Ainda meio que estou procurando um ponto principal nessa temporada, mas está ficando cada vez realmente mais difícil. Não que o plano de vingança de Emily tenha perdido aquela graça e charme que envolve todo o seriado, mas é que os desvios dela do seu foco principal — que é arruinar a vida dos Grayson como eles arruinaram a do seu pai — talvez não me agradem tanto como deveriam, incluindo certos personagens que já passaram da data de validade.

"Amanda Clarke" é uma delas. Sério mesmo, eu não aguento mais essa mulher. Ela é dissimulada a certo ponto em que eu não sei mais se ela está se fazendo de otária ou sempre foi manipulável desse jeito. Sério, qual a função dessa mulher além de fazer o trabalho sujo de Emily e empatar Jack e Emily de ficarem juntos? Eu sei que ela é uma peça importante para que os eventos ocorram na trama, contudo é que certas vezes eu penso que os roteiristas poderiam enveredar por outro caminho e sem precisar utilizar Amanda. Mas agora que ela tem um bebê de Jack, fica cada vez mais difícil se livrar dessa criatura.

Kara Clarke, mãe de "Amanda" e aparentemente esposa do cara de cabelo grisalho que o ex parceiro de Emily despachou para o outro lado, aparece no começo do episódio fazendo uma visitinha básica pra sua amiga de longa data porém não, Victoria Grayson. Que quase tem um piripaque ao ver a ex-mulher do seu amante morto ainda respirando, pois pensava que o cara grisalho (Gordon) já tinha mandado ela para o além há muito tempo. Aliás, Kara se faz de desentendida tentando jogar verde com Rainha Victoria para ver se ela sabe alguma coisa de Gordon, mas acaba sem nada. E de algum jeito, Victoria acaba convidando-a para passar uns tempos na mansão junto com eles. Já dizia Michael Corleone *voz de mafioso*: "Mantenha seus amigos por perto, e seus inimigos mais perto ainda."

Emily pede para que Aiden, seu ex parceiro, se infiltre na Grayson Global e tente desestabilizar a companhia e enquanto isso, as coisas não param também para outros personagens. Declan recebe visita de Charlotte, que está tentando se aproximar dele de novo e também a visita do cara de quem ele assaltou a casa. Jack está radiante com seu novo bebê, Daniel continua se fazendo de desentendido com Ashley ajudando seu pai, e Padma, a empregada/namoradinha de Nolan anda fazendo mais perguntas do que deveria. Ela pede uma cópia do contrato de David Clarke na Grayson Global — por razões ainda desconhecidas pois Nolan ainda não a confrontou, pois isso acaba chegando até ele.

Estou gostando de aprofundarem mais a amizade de Nolan e Emily que antes era apenas um negócio pura e estritamente profissional a uma relação de companheirismo. Ah, faltou falar de Amanda. Ela saiu do coma em que estava e confronta a "mãe", enquanto Emily é pega por lembranças de quando sua mãe tentou matá-la. Ela oferece sua casa para Amanda e o bebê Carl ficarem até se estabelecerem. Mas um problema está à espreita: Mason Treadwell, que escreveu uma biografia fajuta do pai de Emily e que vai ser um pé no saco pra ela. A próposito, é Victoria que primeiramente é ameaçada pelo escritor, enquanto "Amanda" vive um momento de perdão com sua "mãe" e Jack decide vender seu bar para ter uma melhor chance de criar seu filho num ambiente saudável.

Esse quinto episódio meio que serviu para dar uma acalmada nos nervos dos fãs e dos personagens, que viveram tanta ação ultimamente que não tiveram tempo de assimilar muita coisa. Foi menos eletrizante do que os outros, mas mantém o nível bom que Revenge sempre teve. 

No Response to "Revenge - 2.05: Forgiveness"

Postar um comentário

 

Copyright © 2009 Why Watch? All rights reserved.
Converted To Blogger Template by Blogspot Templates Theme By- WooThemes