The Walking Dead - 3.05: Say The Word

Indo dar um beijo nesse Andrew Lincoln, esse lindo.

Estou aqui pensando em considerar essa como a segunda temporada de The Walking Dead e esquecer que a segunda temporada real existiu porque a temporada atual está eximiamente sensacional em todos os aspectos. Quem é fã da HQ e esperou pra caramba a era da prisão sabe o que esse telefone aí da foto significa e matou todas as vontades que tinha desde a leitura. Gente, é muito muito legal viver esse tipo de coisa.


Tá tudo muito bom, tá tudo muito bem em Woodbury e Andrea está cada vez mais fascinada pela cidade (e pelo Governador também porque ela não tá morta, até eu). Por falar em Governador, bora ser um lindo aqui na minha casa, né? Fico satisfeita que tenham mantido a filha zumbi dele (apesar dela não estar com uma coleira) e agora tenham introduzido esse mini Death Note do comandante de Woodbury. É pra não deixar ninguém esquecer que o cara é mais maluco do que qualquer um ali e não é o que aparenta ser. Aliás, os nomes na lista do Governador são de pessoas que ele matou ou o quê? Michonne tá na tua cola, te cuida meu filho.

Rick ainda está em estado de choque pela morte da mulher e o nascimento trágico da filha. Ele não consegue lidar com nada além da dor que sente e o sentimento de raiva, e então Daryl (♥) toma a frente das coisas na prisão. Ele e Maggie saem atrás de suprimentos para a bebê, já que sem isso ela não vai durar muito tempo. Enquanto isso, Rick está surtando dentro da prisão e matando todos os zumbis que vê pela frente. 

Michonne começa a vasculhar nas coisas do Governador e quase é pega por ele e seu grupo. Andando por ali, ela encontra um galpão com zumbis e depois de recuperar sua espada, ela mata todos. Acaba sendo questionada pelo Governador e tem seu primeiro confronto real com ele, pondo sua espada na garganta do cara. Vem cá Michonne, me dá um abraço e me ensina a ser uma linda assim. E Andrea, você já foi menos tapada. Minha filha, você quer um desenho pra conseguir entender que tem caroço nesse angu e que é pra cair fora daí o mais rápido possível? Ela SE RECUSA a acreditar no instinto da amiga com quem ficou junta e sobreviveu POR MESES só porque um cara deu uns sorrisinhos pra ela e disse que tudo ia ficar bem. MINHA FILHA.

Glen tenta ajudar Rick, mas acaba sendo agredido pelo amigo que parece estar de si. Michonne decide ir embora mesmo sem a amiga que não acredita que ela prefere ficar lá fora, num mundo horrível, do que permanecer sã e salva em Woodbury. Carl cada vez mais se tornando no lindo que é na HQ e lembrando das pessoas que já morreram na hora de nomear a irmã. E pausa: vamos tirar um momento para apreciar o Sr. Daryl Dixon alimentando o bebê de Rick? MINHA GENTE, EU NÃO TENHO MAIS OVÁRIOS. Daryl Dixon, mãe do ano.

Depois de muitos surtos dentro da prisão e de Andrea FINALMENTE descobrir que Woodbury não é um paraíso tão perfeito assim, por causa da luta ao redor dos errantes que ela considerou como doentio, chega a cena que todo mundo esperou que não cortassem da série: a do telefone. Um telefone começa a tocar do nada — muito certamente apenas uma criação da mente de Rick — e o ex policial o atende. Será quem? Lori, Shane? Eventos dos próximos episódios.

No Response to "The Walking Dead - 3.05: Say The Word"

Postar um comentário

 

Copyright © 2009 Why Watch? All rights reserved.
Converted To Blogger Template by Blogspot Templates Theme By- WooThemes