The Carrie Diaries - 1.01: Pilot

"It's always the same dream. I'm in the city and I belong. Manhattan is mine. But then I always wake up. The same old Carrie Bradshaw in Castlebury, Connecticut."

Estou simplesmente apaixonada por essa série em todos os níveis possíveis. Não somente porque eu curtia muito Sex and The City — comparação que só pode ser feita por causa da personagem Carrie Bradshaw, porque as demais coisas são completamente diferentes. The Carrie Diaries tem seu encanto próprio, que faz lembrar da adolescência desejada por todas as garotas e faz as ainda adolescentes sonharem e se inspirarem na primogênita dos Bradshaw. 

É claro que, como uma série juvenil, muitos conflitos familiares e no círculo de amigos de Carrie vão ser constantes, tanto para crescimento pessoal da personagem quanto para o andamento do seriado. Carrie e sua irmã caçula Dorrit estão num momento de crise, já que faz pouco tempo que ambas perderam sua mãe e agora só seu pai está ali para tomar conta das duas adolescentes. Já na escola, Carrie tem que enfrentar ser encarada por todo mundo por causa do falecimento de sua mãe, mas encontra conforto em seus amigos "Mouse", Maggie e Walt, namorado de Maggie. Quem logo chega por lá é o mais novo garoto da escola, Sebastian Kydd, e mexe novamente com o coraçãozinho da pequena Carrie, que já o conhecia de outros carnavais e é a primeira pessoa com quem ele vai falar.

Em meio a descoberta de que suas amigas não são mais virgens e um desmaio no corredor da escola ao ver seu pai, Carrie consegue uma oportunidade que vai mudar sua vida e fazê-la assim, começar a realizar todos os seus sonhos. Quando ela vai a uma loja de departamento comprar uma nova meia calça, ela é abordada por Larissa Loughlin, uma editora de uma revista de moda, por causa da bolsa que ela customizou. E ela é aquela que vai mostrar a Bradshaw um mundo inteiramente novo e que pode oferecer tanto coisas boas como ruins.

Os personagens secundários também têm um bom destaque, como Walt, que está em dúvida sobre sua sexualidade e Mouse, que tem que lidar com uma decepção amorosa. De volta em casa, Carrie descobre que sua irmã sumiu e quando ela reaparece, elas têm uma discussão horrível. Entretanto, isso leva a família Bradshaw a enfrentar a realidade indesejável: de que a mãe de Carrie e Dorrit morreu e que eles têm que seguir em frente, principalmente o pai delas. E começam fazendo isso por empacotando as coisas da matriarca dos Bradshaw. A série é linda, tem um figurino lindo que te faz querer todas as roupas e principalmente: a trilha sonora dos anos 80. Já estou encantada e quero cada vez mais episódios, tudo como se eu fosse adolescente outra vez.

No Response to "The Carrie Diaries - 1.01: Pilot"

Postar um comentário

 

Copyright © 2009 Why Watch? All rights reserved.
Converted To Blogger Template by Blogspot Templates Theme By- WooThemes