Criminal Minds - 9.01/02: The Inspiration/The Inspired

Compensando o final da temporada passada.

9.01: The Inspiration 

A temporada passada foi brilhante, com ótimos episódios e com bons desenvolvimentos de cada personagem da trama. Contudo, parece que os roteiristas não souberam trabalhar suficientemente a questão do finale. Eles tinham um vilão brilhante, mas faltou um final digno e menos rápido. Agora CM volta com dois episódios fantásticos, dignos de um season finale. Eles se demoraram nesses dois o que deveriam demorado na finale da temporada passada. 

Neste primeiro episódio tratamos de um sujeito estranho; não só pela obsessão pelo louva-deus, que é assustadora (inclusive pelas informações sobre o inseto), como por manter a cabeça podre da menina que ele tanto amava e dar para as vitimas comerem pedaços dela. Com certeza não deve ser um episódio adequado pra se assistir no jantar, mas esse geralmente é o caso de CM. 

Voltando ao episódio, os roteiristas souberam trabalhar incrivelmente bem a ojeriza pelo assassino da vez, mas ao mesmo tempo, o ator nos passa uma imagem um tanto infantil. Principalmente quando a mãe aparece pra checar como ele está ou quando tem que lidar com outras pessoas. 

Com tudo, o mais impactante fica ao final, mesmo o episódio dando dicas bem leves, como o carro que o unsub usava. Tratar de gêmeos foi uma sacada fantástica dos roteiristas pra um episódio que até poderia se sustentar sem um desfecho tão bom, mas que ficamos muito agradecidos por ter acontecido. 

9.02: The Inspired 

Perto do final do primeiro episódio, é notável que nem todas as perguntas foram respondidas, por isso, talvez, o episódio se torne um pouco bagunçado. Não que o episódio seja ruim, mas talvez haja um excesso de informações. 

De cara temos o fato que os irmãos são gêmeos, depois nos é apresentada a personalidade de cada um (um tanto notável na atuação de Fred Koehler), temos a aparição da psicopatia de Jesse, temos o pai esquizofrênico, a mãe também psicopata. Enfim, uma bagunça a família, sem dúvidas. 

Foi bem pensado a preferência da mãe por Jesse, que no final era até pior que o filho que ele rejeitava, Wallace. Mesmo Jesse tendo apresentado seu lado assassino antes, vemos que ele ainda sente pela mãe, mostrando aquela faceta infantil que eu comentei antes. E no final, quando Hotch define quem é quem dos irmãos pelo pai, que identifica Wallace pelo mesmo tique que eles compartilham. Tenho que comentar que apesar disso, não seria difícil identificar, já que eles identificaram quem era Jesse antes. 

Apesar disso, The Inpired funciona. E, junto com The Inspiration, eles se tornam ótimos season premieres. 

P.S.: Ansiosissíma pra saber quem entrará no lugar da Strauss!!!

No Response to "Criminal Minds - 9.01/02: The Inspiration/The Inspired"

Postar um comentário

 

Copyright © 2009 Why Watch? All rights reserved.
Converted To Blogger Template by Blogspot Templates Theme By- WooThemes